terça-feira, 1 de novembro de 2011

Marina, criança do período parcial???

Marina está crescendo, se desenvolvendo e nada mais natural do que a evolução... Por esse motivo, está de sala nova e professora nova.
Muitas pessoas me disseram, você poderia ter esperado mais uns 2 meses, não precisava ser agora...
Mas como quem anda para tras é carangueijo, Marina deu início em uma sala do Agrupamento 2 (de 2 a 3 anos).
Hoje ela está com 2 anos, um mês e 21 dias...
A professora da nova sala se chama Renata, é uma pessoa muito paciênte, simpática, e tem um excelente trabalho pedagógico com os pequenos.
No primeiro dia de aula na Turminha do Sapo Cururu, Marina já voltou para casa vestindo o uniforme da escola. Isso fez com ela se sentisse parte da turma.
Gente! Ela ficou tão linda de uniforme. Aqui todos babamos muito.
Esses dias atrás Marina trouxe o Sapo Cururu (O Projeto Pedagógico da escola está trabalhando os animais e cada sala tem o seu, o da sala nova dela é o Sapo, que as crianças deram o nome de Cururu) para casa.
Ela adorou levou o Sapo para passear na casa da vovó, no parquinho do condomínio, e até para dar uma voltinha na casa da sua nova coleguinha Rebeca.
Esse Sapo vem com um caderninho (todas as crianças que levam o sapo para casa e cada vez a família escreve como foi a experiência com o sapo em casa e também alguma tarefa diferente, dependendo do dia..) nele deveríamos escrever uma música de sapo que conhecíamos.
Foi uma experiência muito interessante e adoramos essa participação.
E hoje ela aprendeu a cor amarela (trabalharam com bexiga, ela nem gosta muito né? Kkkkkkkk... Deve ter amado.)

Meninas, como é o dia-a-dia de seus babys na escola?
É tão bom vê-los independente, não é mesmo?
Conte para gente como tem sido para vocês?

Beijos queridas.

domingo, 23 de outubro de 2011

ADEUS FRALDINHAS!!

Pessoal, passando para comemorarmos juntos mais essa conquista de Marina, que agora disse adeus às fraldinhas.

Aqui em casa estamos muito felizes sua conquista, com mais essa independência e maturidade. Tem pedido para ir ao banheiro mesmo quando quer fazer cocô.

Ontém fomos a um barzinho (com os amigos e seus pequenos) bem familiar que fica em Barão Geral, Marina se divertiu de montão, dançou em cima da cadeira e cantou muito Borboletinha (A coisa mais linda do mundo!) e por todas as vezes pediu para ir ao banheiro.

Gente, a tarde dormiu sem fralda e acordou sequinha.

Festejamos muito com ela, cantamos parabéns, a elogiamos e imaginem só, quando fazemos xixi ela diz parabéns e bate palminhas....kkkkkk... Quase morremos de tanto rir.

Não pensei que fosse tão fácil e rápido.

Marininha, você está de parabéns meu amor, tem sido uma imensa alegria te ver crescer e se desenvolver.

Beijos da mamãe e de todos que te amam.

MARINA, estamos orgulhosos de você e te daremos sempre muita força para todas as suas novas conquistas!!!

Te amamos enormemente linda.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Voltando da Consulta...

Bom Dia meninas.
Gente, hoje Marina foi a consulta de rotina.
Está medindo 89 cm e pesando 12kl.
Estamos super contentes... seu desenvolvimento está perfeito.
Não tem nenhum problema e trocamos bastante informações a respeito do desfralde, processo do qual Marina está passando hoje.
A pediatra disse ser super normal as crianças não quererem sentar no vaso sanitário para fazer cocô, e que costumam segurar essa vontade de fazer cocô, o que pode acarretar em trauma se a mãe não sabe tratar desse assunto, pois de tanto segurar o cocô pode endurecer causando dor na hora de evacuar.
Ela me indicou que fizesse papa de ameixa, colocasse flocos finos de aveia no feijão e bastante água, para facilitar na hora de evacuar.
Fiquei bem mais tranquila depois dessa consulta.
Pois o desfraldamento tem várias fases... E também tem as várias opiniões... E toda vez que o xixi ou o cocô escapa tem sempre alguém por perto para lhe dizer "Mas você não acha que está muito cedo", "Mas você não acha que ela ainda não está preparada", "Mas você não acha que ela ainda não entendeu", "Nossa, mas ela nem peiu"...
E com esses tipos de comentários fica ainda mais difícil o processo.
Com o xixi Marina manda muito bem.
E com o cocô logo logo estará ótima, tenho certeza, como a Dra. disse ela está no caminho certo e tudo o que ela está passando faz parte deste processo.
É maravilhoso poder saber que seu bebê está se desenvolvendo com competência, está passando por novas etapas e se desenvolvendo com elas.
Meu bebê, já não é tão bebê assim... Marina está uma mocinha cada dia mais.

Neste processo é importante sempre estar oferecendo do banheiro...

Beijos meninas, espero ter ajudado com o que estamos vivenciando.

E vocês, como estão se saindo com o desfraldamento?
Mamães que ainda não passaram por essa etapa. O que esperam dela?

terça-feira, 11 de outubro de 2011

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS

Bom dia meninas!
Hoje dia 12 de outubro são comemoradas três datas comemorativas no Brasil, são eles Nossa Senhora Aparecida, padroeira oficial do Brasil, o Dia das Crianças e o Descobrimento da América.

Como surgiu o Dia da Criança?
O Dia das Crianças no Brasil foi "inventado" por um político. O deputado federal Galdino do Valle Filho teve a idéia de criar um dia em homenagem às crianças na década de 1920.
Na década de 1920, o deputado federal Galdino do Valle Filho teve a idéia de "criar" o dia das crianças. Os deputados aprovaram e o dia 12 de outubro foi oficializado como Dia da Criança pelo presidente Arthur Bernardes, por meio do decreto nº 4867, de 5 de novembro de 1924.
Mas somente em 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a "Semana do Bebê Robusto" e aumentar suas vendas, é que a data passou a ser comemorada. A estratégia deu certo, pois desde então o dia das Crianças é comemorado com muitos presentes!
Logo depois, outras empresas decidiram criar a Semana da Criança, para aumentar as vendas. No ano seguinte, os fabricantes de brinquedos decidiram escolher um único dia para a promoção e fizeram ressurgir o antigo decreto.
A partir daí, o dia 12 de outubro se tornou uma data importante para o setor de brinquedos.


Dia Universal da CriançaMuitos países comemoram o dia das Crianças em 20 de novembro, já que a ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece esse dia como o dia Universal das Crianças, pois nessa data também é comemorada a aprovação da Declaração dos Direitos das Crianças. Entre outras coisas, esta Declaração estabelece que toda criança deve ter proteção e cuidados especiais antes e depois do nascimento.

Fonte: site Shopping b - www.shoppingb.com.br.


Ser criança é acreditar que tudo é possível
É ser feliz inesquecivelmente com muito pouco
É tornar-se gigante diante de gigantescos pequenos obstáculos.
Ser criança é fazer amigos antes de saber o nome deles.
É conseguir perdoar muito mais fácil do que brigar
Ser criança é ter o dia mais feliz da vida, todos os dias
Ser criança é o que a gente nunca deveria deixar de ser. (Gilberto dos Reis)

FELIZ...




Blogagem Coletiva - Como era sr criança na minha infância?

Olá meninas...
Essa blogagem coletiva foi idéia da Ingrid lá do Descontruindo a Mãe e não sei se ainda dá tempo, pois estou em cima com o horário, mas por ter amado o tema e adorar blogagem coletivas estou aqui participando e compartilhando com vocês um pouquinho da minha infância.

"Como era ser criança na minha infância?"
Esse tema me trouxe de volta ao passado... Uma infância gostosa na casa de meus avós, onde vivi até os dezessete anos.
Quando nasci, meus pais se mudaram para casa dos meus avós... No início filha única e neta única, mas depois de alguns anos a casa estava cheia de crianças, pois convivia com meus primos e com um irmão. Éramos em cinco crianças e nem preciso dizer que nossas brincadeiras eram das mais variadas, muitas vezes bincávamos com nosso brinquedos e jogos (e brincavamos bastante), mas também tinham tardes que ligávamos a mangueira, pendurávamos no varal e ali nos divertíamos por horas (Que delícia recordar!!), também brincávamos de barraquinha no quintal com os talheres da minha avó e com os apetrechos da cozinha... e ás vezes brincávamos o dia todo e quando ia anoitecendo dizíamos que dormiríamos por ali mesmo...kkkkkkkkk. Claro que ninguém deixava, mas eu tenho uma tia e ela é demais especial na minha vida.
Algumas vezes ela nos ajudava a colocar toda a parafernalha para dentro, nos ajudava a montar nossa barraca (feita com lençol, cordas..) dentro do quarto e depois do banho e jantar continuávamos a brincar... até a hora de dormir.
Esses anos foram mega especiais na minha vida, interessante hoje ver muitas vezes em locais muito próximos ou nos mesmo locais fotografias de diferentes idades... E de toda a mudança que esse mesmo espaço sofreu durantes esses anos.
Alí construí amizades sinceras e douradoras, dentro e fora de casa.
Outra coisa que me trouxe a memória, é que em todas as férias escolares meus pais costumavam levarmos para viajar.
Muitas vezes íamos para casa de parentes que moravam distantes, mas na maioria delas íamos para Caconde e lá passávamos dias a fio... adorávamos estar ali. Curtíamos cada minuto, pois ali colocávamos os pés na terra, abriamos buracos no chão, deitávamos e rolavámos... brincávamos o dia todo. Alí também meu irmão Rafael e eu fizemos amizades que duram até os dias de hoje, Seu Oscar, Deumira, Fabiana, Fernanda e Félix, são pessoas que não são só os nossos amigos, são nossos amigos, parentes, irmãos, mãe, pai... São demais especiais na vida de toda a minha família.
Nesta cidade como dizia antes brincávamos o dia todo e muitas vezes dormiamos na casa deles.
Meu irmão e o féliz sempre estavam para cima e para baixo com carrinhos, pás de areia...
Fernanda e eu sempre brincávamos de casinha, tinhamos nossas loucinhas (os trem, como o pessoal de lá gostava de dizer), nossas bonecas...
E a Fabiana que era um ano e meio mais velha que eu e 2 anos mais velha que a Fer, na época com uns 16 anos, nos ajudava a montar a casinha, porque era chic demais, tinha sofá, cozinha... e até um cantinho que era o quarto dos bebês.
Brincamos muito e não me arrependo!
Pelo contrário... Sinto saudades imensas.

Como é bom ser criança!!







sábado, 8 de outubro de 2011

SEM FRALDAS...

Marina está saindo das fraldas... E essa experiência tem trazido para nós algumas vivências não muito agradáveis. Não tanto pela ausência da fralda, mas por todo seu conjunto.

Na escola, no dia 04/10 tivemos uma reunião de setor (é um espaço onde colocamos todas as nossas dificuldades, preparamos atividades, propomos trabalhos diversificado entre nós adultos e atividades diferenciadas com as crianças, decidimos passeios, presentes para as datas festivas e comemorativas da comunidade... enfim um espaço que abrimos uma vez por semana para discutir diversos assuntos relacionados a sala), só que neste dia o que foi dito ali era que pela falta de estrutura da sala que não tem banheiro (se trata de um único berçário da escola), pela falta de funcionários, e pelo grande número de crianças matriculadas... A escola não teria estrutura para tirar a fralda das crianças desta sala que já tivessem ou demonstrassem essa capacidade.

Isso acabou me deixando frustrada, arrasada... Até porque nesse mesmo dia Marina tinha acabado de fazer xixi e coco no chão e ninguém se levantou para limpar, uma vez que não concordavam com a situação de tirarem sua fralda.

A única maneira de tirar a sua fralda seria mudando-a de sala. E a princípio se fosse para que ela fizesse essa retirada eu toparia na hora. Cheguei até a conversar com uma das colegas de trabalho para ver se havia vaga em outra sala e se havia essa possibilidade da retirada de fraldas.

Hoje com a cabeça fria e pensando melhor... Neste momento de retirada não tem que ser feito em um lugar em que a criança se sinta segura?

Mudando-a de sala ela estaria por dois processos ao mesmo tempo, não seria só se adaptar sem a fralda, mas se adaptar em uma sala que não é a dela, com coleguinhas novos, pessoas novas e mais as fraldas... Isso me deixou insegura.

Hoje ela passa as tardes na casa da bisa, e minha prima está me ajudando neste processo.

Nunca duvidei da sua capacidade e a cada dia que passa vejo nos detalhes como está dando certo!

Nosso trajeto até a casa da bisa é longo, e normalmente vamos de ônibus, tomamos 3 ônibus até lá e leva 1 hora e meia e Marina vai sem fralda. Nunca me deixou na mão... kkkkkkkkkkkk. Graças á Deus, porque seria bem complicado caso acontecesse.

Ontem fomos á igreja ouvir a palestra da Cris Poli (Super Nanni), excelente viu gente! Eu recomendo... Mas e aí? Deixar ou não sem fralda? Nossa, ficamos em uma dúvida tremenda... E acabamos por colocar. Fiquei descontente, mas compreendi que o momento não era propício.

Chegamos em casa e fomos trocá-la de roupa, escovar seus dentes para dormir. Em cima da cama ela começou a tirar a fralda, ai meu marido falou para que ela não tirasse, pois já ia dormir.

Desta vez interferi. Disse deixe que ela tire, faz parte do processo. Ela já entendeu que não precisa da fralda, quando tirei, para minha surpresa, a fralda estava seca e ela queria fazer xixi.

Levei ao vaso sanitário (em casa utilizamos o redutor) e lá ela fez xixi.

Gente! Vocês não imaginam a minha alegria em vê-la conquistando mais esse espaço. Conquistando essa independência.

Estou imensamente feliz, pois vejo que está funcionando. Que mais rápido do que eu imaginei, ela está conseguindo.

Ela já sabe onde fazer xixi e o momento mais adequado. Claro que tudo é um processo e de passo em passo chegaremos lá.

Daqui para frente tudo será vitória!

Meninas, é uma difícil situação, mas eu optei pela Marina e acredito na sua capacidade.
Ela está com anos completos, tem feito muito calor por aqui. Quero aproveitar esse momento que não é sofrido nem para ela e nem para mim.
 
Quero também agradecer a Deus por me dar uma família tão linda e unida. Sempre que precisei nunca me desampararam. Amo vocês e muito obrigada por tudo.
 
Vocês já passaram por algo assim?
O que fizeram?
 
No desfralde tenha muito amor e paciência eles são capazes...

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

MARINA 02 ANOS. 11/09/2011


ANIVERSÁRIO de MARINA.

11/09/2011
Hoje Marina completa 2 anos de vida.
Um dia pra lá de especial.
E como o tempo passa!!! Passa depressa demais.
Durante a gestação, é tão tranquilo, o tempo passa de uma maneira que quase não podemos sentir, mas assim que nosso bebê nasce, VUPT! Passou...
Gente! Dois anos... nem dá para acreditar.
Todo mundo que a conhece comenta Nossa! Que meninona...
Kkkkkk... e ela é! É uma meninona.
Com saúde, com graça, com delicadeza do jeito dela, com um monte de coisas que quando fala em disparada ninguém entende, só a mamãe kkkkkk...
Essa é a Marina! Essa é a Minha Princesa!

Tê-la ao meu lado desde o momento em que ela veio ao mundo é TUDO de Melhor que aconteceu na minha vida.
Seu cheirinho me anima para o dia-a-dia.
Seu carinho me trás a felicidade sempre.

MARINA maior PRESENTE que Deus poderia me Conceder.
Faltavam 2 horas e meia para que eu completasse 28 aninhos, e Marina nasceu. O dia do meu aniversário, só ela e eu, até que o dia amanhecesse...

AMO SER MÃE E SE NÃO FOSSE A VINDA DELA ESSE SONHO NÃO SERIA POSSÍVEL!

OBRIGADA SENHOR POR ESSA VIDA.

QUE ELA TENHA MUITA SAÚDE, PAZ, TRANQUILIDADE E QUE SEJA IMENSAMENTE FELIZ!!

AMO DEMAIS MINHA CRIA. 

domingo, 18 de setembro de 2011

Dia 10 de Setembro de 2011.

Tudo começou a dois meses atrás quando eu resolvia então o dia do aniversário de Marina.
Eu que não queria fazer nada, apenas um bolinho para não passar em branco... não consegui..kkkkk.
Foi tudo muito simples, mas cheio de amor e de carinho.
Chamamos os amigos para uma comemoração no dia 11/09/2011. Dia do então aniversário de Marina, um dia que eu pensei que fosse chover, mas que Deus abençoou muito e não choveu!
O Tema foi MORANGUINHO, como eu havia comentado em uma das postagens anteriores.
E gente, recebemos a FABIANA este ano.
Ela foi meu braço direito e esquerdo com os preparativos da Marina.
Gente, amo demais essa amiga tão querida, que para nós é como se fossemos irmãs.
A conheço desde os 8 anos de idade. Ela mora em um bairro de Caconde - SP, e sempre que para lá vou fico em sua casa, somos amigas confidentes...
Depois de tantos anos, convidando essa querida amiga... Ela Veiooooooooo!!!! Fiquei tão feliz.
Foi muito emocionante tê-la por aqui, dividir conosco de uma data tão especial.

(Fabiana e eu, em uma cachoeira de Caconde)

(Parabéns da Marina. EEEEE!!!)

E esse bolo é de verdade!! Um que delícia...



quarta-feira, 31 de agosto de 2011

DIA DO BLOG!!! - BLOGAGEM COLETIVA

Boa noite meninas, amigas, blogueiras!!!

Hoje Marina e eu estamos oferecendo essa postagem ás nossas amigas blogueiras, porque hoje é o dia do Blog.


Essa data foi estipulada a melhor por mais se parecer com a palavra BLOG.
Fui convidada pela nossa amiga e Madrinha da Marina, a Angi mãe do Antônio, do blog "Eu me desenvolvo e evoluo com meu filho", a participar da blogagem coletiva.



 Tem que escolher apenas 5 blogs.

Só por isso indicarei esses, mas tem muitos blogs de mamãe que adoro.

*O primeiro filho - Rafaella
*Mãe de primeira viagem - Genis
*Eu me desenvolvo e evoluo com meu filho - Angi
*Minha filha minha vida - Si
*Agente especial mamãe - Jacqueline

Amigas, um FELIZ DIA DO BLOG a todas nós que conquistamos mais esse espaço.

Nunca te abracei,

Nem jamais sentiste o meu aperto de mão.
Diante de um computador
Mesas distantes nos separam,
Embora trocamos mensagens
Nesse mundo encantado que só a Net pode oferecer...


É fantástica a nossa amizade!!
Imagens e sentimentos
Retratados numa muda telinha
de um micro.


Um dia talvez...
Deixemos o virtual,
E cheguemos até o real...

Quem sabe!!!


E pode ser que também
Que isso nunca venha acontecer.
Mas no momento o que importa mesmo
É que nos escolhemos
Para usufruir essa amizade
Tão linda e tão pura!
E dentro desse bem
Que nos fez irmãos de jornadas,
Eu peço todos os dias a DEUS
Que ilumine cada vez mais a
estrada da tua vida...


Possa
Por muito tempo ainda
Te chamar carinhosamente:
"Amigos(as) Virtual".

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Com a tramela solta.

Bom dia amigas blogueiras, como vocês estão?
Últimamente tenho trabalhado muito e estudado também.
Já faz uns 3 dias que estou tentando postar e não consigo.

Quero deixar registrado o quanto Marina anda tagarela.
Fala de tudo, participando dos diálogos com adultos e crianças.
E nós aqui ficamos babando.
Ela agradece, pede desculpas, pede licença.
Começou a falar frases complexas e se comunica com todos, sabe o nome de toda a visinhança, e tem excelente relacionamento com eles, essas senhoras mimam muito Marina...kkkk, que nem gosta muito...kkkkk.
É bem observadora e adora comentar sobre o que vê (kkkkkk.... parece alguém que eu conheço..kkkk), final de semana a tia Andréia fez suas unhas, pintou de azul (uma cor pouco convencional para uma garotinha ainda quase bebê), ela saiu mostrando para a casa toda ti nha passado "malte", assim que ela pronuncia esmalte.
Fala o tempo todo!
E agora deu para pedir "colo", posso com isso?
E não é só para mim que ela pede, mas para todas as tias da sala dela.
Não esperava por isso...kkkkkkkk...
Verdade! Não esperava mesmo. Marina sempre gostou de chão, de brincar, de parquinho.
Pede para ligar a TV, e agora escolhe o que quer comer, nanana (banana), oango (morango), uva..., anone (danone), pode?
Antes suco era "colu", agora é suco... Eba ela conseguiu!
Antes carne era "caco" agora é "caninha ou cane" - já está bem próxima.
Aponta o peniquinho ou o vaso sanitário e já sabe onde é para fazer xixi (ainda não comecei a tirar a fralda, estou indo aos poucos passo a passo)... eba menos uma etapa para dar adeus às fraldas.
Não vejo a hora!
Adoro criança autonoma...kkkkkk.
Falando em autonomia, me lembrei de um fato do final de semana.
Fomos ao Habib's esses dias atrás e Marina comeu de garfo, gente é a coisa mais fofa.
E na casa da vovó Lulu, Marina comendo na mesa, sentadinha na cadeira (tudo proporcional ao seu tamanho) e sozinha, não havia um que não comentasse (e olha que domingo a casa da vovó estava lotada, Andréia, maridão e Kauan, primos do papai, priminhos filhos dos primos, titias e titios do papai, e amigos nossos), mas dessa vez ela estava comendo de colher mesmo.
Aí me lembrei e comentei, gente a Marina come sozinha desde os 10 meses.
Verdade! Meu marido ficava louco com isso, porque verdade seja dita eles fazem a maior sujeira, eu forrava o chão com os tapetes de TNT , dava uma colher para ela e outra para mim. Ela ia fazendo a sujeira com a dela e com a minha colher eu ia dando comida à ela, claro que tudo é um processo.
Hoje vejo que foi positivo.
Fico mega feliz com as descobertas dela!

E vocês meninas, gostam de crianças com autonomia?

Beijos 

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Segurança de nossos Blogs

Boa tarde amigas.
Desculpe a minha ausência...
É que últimamente minha vida está uma correria danada.

E nesses últimos dias fiquei a pensar a respeito da nossa segurança, pois adoro compatilhar com vocês momentos, dúvidas, alegrias, da vida e desenvolvimento de Marina.
Infelizmente há pessoas de má fé, tanto na vida do nosso cotidiano como virtualmente também.

Há tempos atrás comentei que estavamos desenvolvento um projeto do Blog Educacional, mas que por várias mães se mostrarem contra expor seu filho na net começamos a repensar...

Elas têm motivo infelizmente para pensar assim...
Apesar dos pesares, continuarei aqui, com vocês, porque acredito que tomando os devidos cuidados podemos nos preservar e ainda assim ter toda a coisa BOA do Blog.

ALGUMAS DICAS DE SEGURANÇA

Suas informações pessoais:



Antes de tudo, pense muito antes de divulgar qualquer informação em seu blog, principalmente quando envolve algum assunto pessoal ou foto.


* Nunca divulgue seu endereço, telefone e nome de marido, mulher, filhos ou parentes.


* Tome muito cuidado com fotos. Muitas vezes, as fotos apresentam informações valiosas como a placa de carro, endereço, uniforme escolar do seu filho(a), etc. Essa mesma regra vale para vídeos online. Antes de divulgar o vídeo, veja se o mesmo não está divulgando alguma dessas informações.


* Pense na sua segurança offline: Tenha SEMPRE um olhar crítico e SEMPRE se questione: “Quais informações pessoais estou divulgando com esse texto, foto ou vídeo”? “Com as informações do meu blog, alguém consegue me encontrar na vida real?”

* Caso seja necessário divulgar fotos ou vídeos pessoais para familiares ou amigos, procure fazer através de páginas protegidas por senhas. Hoje em dia, a maioria dos blogs e sites de vídeos possuem este recurso. Restrinja ao máximo a divulgação dessa senha e procure alterá-la constantemente.


Meninas, mais informações no blog da ANGI (Amiga querida).

Beijos

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O sapinho lá de casa PULA PULA PULA PULA!

Oi meninas.
Há alguns dias atrás postei sobre o desenvolvimento de Marina, em Julho conheceu o pula - pula e não parou de pular até agora.
Numa dessas eu cantei uma música que a Xuxa canta no Xegundo Xou da Xuxa!
E não é que eu encontrei...


Letra:   Croc croc, croc croc
           Croc croc, croc croc
O sapo pula-pula entrou lá na minha casa
Da porta da cozinha foi atrás da criançada
Vovô soltou um grito pois estava bem deitada
O sapo deu um salto bem em cima da almofada
Pula pula pula, pula e faz firula
O sapinho lá de casa, pula pula pula pula (2X)

Croc croc, croc croc
Mas que sapinho feio, pisca o olho sem parar
Croc croc, croc croc
Que baita confusão foi me arrumar

O sapo pula-pula só queria brincadeira
Quando ele entrou no quarto tocou fogo na fogueira
Mamão caiu da cama e a titia da janela
O sapo pula-pula pulou na peruca dela

Pula pula pula, pula e faz firula
O sapinho lá de casa, pula pula pula pula (2X)

Croc croc, croc croc
Mas que sapinho feio, pisca o olho sem parar
Croc croc, croc croc
Que baita confusão foi me arrumar

"Aí, olha só o que aconteceu:
Quando ele chegou, né, aí ele foi pra baixo, assim, do outro móvel
Aí depois ele subiu na almofada, aí daí quando ele apareceu, ele "aiii" gritou!
Aí depois, sabe, aí depois veio meu cachorro Xuxo
Ele correu atrás "au au au", aí ele fugiu!
Ele até que não é muito feio não, sabe, a não ser aquele pisca-olho...
Mas ele é bonitinho viu, gosto dele..."

O sapo pula-pula só queria brincadeira
Quando ele entrou no quarto tocou fogo na fogueira
Mamão caiu da cama e a titia da janela
O sapo pula-pula pulou na peruca dela

Pula pula pula, pula e faz firula
O sapinho lá de casa, pula pula pula pula (2X)

Croc croc, croc croc
Mas que sapinho feio, pisca o olho sem parar
Croc croc, croc croc
Que baita confusão foi me arrumar

Croc croc, croc croc
Mas que sapinho feio, pisca o olho sem parar
Croc croc, croc croc

Meio antiguinha, né!?
Mas e aí, vocês gostaram?

Beijoooooooooooos para todos os sapinhos que temos em casa.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Desenvolvimento 1 ano e 11 meses

Imitando os Adultos e as Crianças maiores:

A partir de agora, seu filho demonstrará mais interesse em brincar com outras crianças e imitá-las. Se tiver irmãos mais velhos, não se surpreenda de vê-lo seguindo o irmão ou irmã o dia inteiro. Ele vai tentar fazer a cesta no basquete ou ninar a boneca do mesmo jeito, e poderá tentar conquistar o amor do irmão oferecendo sua própria bolacha ou algum outro "bem" de grande valor.

OBSERVAÇÕES:


Sempre observo muito as crianças.
Porque sempre aprendemos com eles.


BEIJOS À TODAS...


E tenham um excelente dia!!!


Desenvolvimnto da linguagem

Montando Frases.
Crianças de quase 2 anos costumam obedecer ordens simples como "Venha aqui para eu botar o seu tênis" ou "Pega o copinho para a mamãe". Elas falam cerca de duas dúzias de palavras de forma mais clara e muitas outras ainda não tão fáceis de entender -- e por isso nem soam como palavras de verdade. Mas logo logo o vocabulário vai crescer tanto que você nem vai mais conseguir lembrar de todas as gracinhas que ele diz.
Seu filho pode dizer frases curtas como "Cabô mamá" ou "Qué papá" e responder a perguntas como "Qual é o seu nome?" e "Como é que o cachorrinho faz?". Você já não terá mais que adivinhar tanto o motivo dos choros, porque ele aprendeu a utilizar as palavras (mesmo as que inventou ou "adaptou") para expressar sentimentos e sensações.
Outro conceito que começa a ser entendido é o de opostos, como pequeno e grande ou pouco e muito. Aproveite para mostrar figuras e ilustrações em livros, porque a leitura é uma das melhores formas de aprimorar a linguagem. Procure histórias em que haja vários objetos, tanto familiares como outros mais novos. Ao ler, faça uma pausa de vez em quando e pergunte algumas coisas sobre o livro ("O que o gatinho está fazendo? "Cadê o menino?"). (Baby Center)

OBSERVAÇÕES:

Marina anda nos pegando de surpresa.
O papagaio foi embora, antes Marina repetia tudo o que falávamos, era só abrir a boca e daqui a pouco estava ela falando de novo.
Agora não, Marina vem com palavras novas, dá continuidade ao que falamos, se perguntamos ela responde, adora contar em voz alta e faz isso por brincadeira, um dia desses contou até 6 em sequência.
Diz não quero, quero mais, licença (quando quer passar e não consegue), qué pety (Pety é a chupeta), fez xixi, fez coco, chama os coleguinhas pelo nome (incrível gente, sai até apronuncia do R, se é Pedro, por exemplo), pedi para ir ao Paque é assim que ela diz (já sabe pedir para ir ao parquinho, estou perdida..kkkk..), sabe o nome das pessoas da família (e olha que a família é grande).

É tão bom ter esse espaço para registrar momentos de Marina e todo o seu desenvolvimento.
Quando a crianças cresce olhamos e dizemos, nossa ela consegue fazer tudo isso, como foi mesmo que aconteceu???
Aí voltamos aqui no nosso registro e desscubrimos passo a passo....kkkkk.... ai genthem eles poderiam crescer um pouquinho mais devagar, né?
Como eles crescem rápido!

 

Medos

Se aquela criança destemida e independente de repente não quer largar de você nem por um minuto, não se preocupe. Nesta idade, esse tipo de comportamento pode simplesmente indicar uma imaginação fértil. Às vezes é o aspirador que vira um engolidor de crianças ou é o monstro que se esconde debaixo da cama (especialmente depois da transição do conforto e segurança do berço para uma caminha maior).
Esses medos podem parecer irracionais para você, mas, para uma criança que está começando a notar o mundo, são extremamente reais. Procure não menosprezar os temores do seu filho (faça, por exemplo, uma busca pelo tal do monstro embaixo da cama) e sempre converse sobre o que o aborrece tanto.
Lembre-se ainda de que a imaginação pode ser grande, mas o vocabulário de uma criança ainda não é, então às vezes caberá a você decifrar a fonte do medo.
Não esqueça também aquela velha lição seguida com bebês menores: quando for sair, diga aonde vai, explique quem cuidará dele e dê um tchau rápido, sem estender e fazer drama. Se possível, antes de sair, envolva-o em uma atividade com a pessoa que ficará cuidando dele. (Baby Center)

OBSERVAÇÃO:

Está explicado!
Marina de uns dias para ca não fica sozinha nem em frente ao computador como antes (ela adora os clipes de desenhos animados e ela é toda atenção na hora de assistir, tem uma concentração!)
Sai correndo e vem para o nosso lado.
Ontém papai comentou, vai lá está passando atirei o pau no gato, eu disse á ela que estava com medo, então ele foi lhe fazer companhia.
E hoje a confirmação.
Marina nunca foi de ficar na barra da saia, sempre muito independente, brinca sozinha e adora brincar com coleguinhas, sabe brincar de roda (é pena que algumas mães não gostem das fotos do filho na net, porque eu tnho umas fotos que são hilárias e mostram tudo isso, mas Marina está acompanhada dos coleguinhas), e por esses dias não tem desgrudado de mim, nem dormir na avó que sempre amou e às vezes nem queria ir embora para casa não quer mais.

Mas é só uma fase, né gente!!!

Será que vai passar??? KKKKKKKK......


 

Os sites (desenvolvimento)

Sites que mostram, explicam e comentam sobre o desenvolvimento das crianças é muito interessante.
Desde que descobri que estava grávida sempre ia ao Guia do Bebê, um site muito bacana e com informações preciosas.
Até que um dia recebi do site Baby Cente o convite de receber por e-mail sobre o desenvolvimento da faixa etária do meu bebê quando ele nascesse.
Quando Marina nasceu coloquei a data de nascimento e semanalmente mandavam, quando ficou maiorzinha passou a ser mensalmente, e comparar esse estudo, essa pesquisa que eles fazem com o que Marina está fazendo (de acordo com a idade) é demais interessante.

No mês de JULHO: férias, viagens, passeios, brincadeiras... Marina conheceu o "Pula-Pula" e não parou de pular até agora.

Ela diz: Pula pula pula inúmeras vezes e sai pulando.
Agora descobriu que subir em cima da cama pula melhor,  ela sobe e pula que pula!

Olhem o que saiu sobre o desenvolvimento deste mês.
"Agora seu bebê já consegue abaixar para pegar alguma coisa sem ter que agachar. Ele vai tentar ficar de pé na ponta dos pés e pular tirando os dois pés do chão. Prepare também o coração para as inúmeras subidas e descidas de escadas sem que seu filho queira ajuda nenhuma (mais uma maneira de provar o gostinho da independência)." (Baby Center) 

Comecei por brincadeira a cantar o refrão de uma música super antiga da Xuxa eu acho, é mais ou menos assim:
"PULA
 PULA
 PULA

 PULA E FAZ FIRULA O SAPINHO LÁ DE CASA PULA, PULA, PULA, PULA."(Xuxa)

Vocês conhecem essa música???

Meninas, ela adora, quando canto a refrãozinho ela pula ainda mais. E agora aprendeu a cantar também.
Genthe! EU AMO exa coijinha linda da mamãe!



segunda-feira, 15 de agosto de 2011

FELICIDADE ! ! !

Hoje ao acessar a net sofri um impacto com uma mensagem que só trazia DOR.
Todas as dores que estão longe e próximas de nós.
De algumas infelizes realidade de outros países, de violência vivenciada em nosso próprio país, em nosso estado, cidade, na casa do nosso vizinho e ás vezes até dentro de casa.
Com a modernidade, com a correria para se obter o dinheiro, coisas que nos agradam, manter nossos vícios (cigarro, bebida, jogos, internet, a paz de se fazer algo sem ser incomodado...) de pequenos a gestos complexos a violência está instalada e não tem o que se fazer, não podemos SALVAR O MUNDO.
Salvar todas as crianças de abuso, salvar todas as mulheres de violência doméstica ou de estupros, não dá para livrar nosso irmão do suicídio.

MAS DÁ PARA AMAR.

AMARMOS UNS AOS OUTROS.

PODEMOS DENUNCIAR!
PODEMOS TER PACIÊNCIA DENTRO DE CASA. 
PODEMOS exemplificar sempre, PRINCIPALMENTE QUANDO EDUCAMOS CRIANÇAS. 

Podemos e devemos AMAR a todos, tendo mais paciência com aquele vizinho, exigindo menos dos outros, afinal quem somos nós?
Lembrando que nosso sofrimento não tem importância nenhuma  quando se olha pela janela e vê que há vida lá fora.

Mesmo quando olhamos para dentro de casa e vemos faltando algumas coisas porque nos foram tiradas... mesmo quando o coração já se desmigalhou porque fomos até onde conseguimos ou pensamos chegar.

Mas quando se olha pela janela e se percebe as pessoas, as criaturas e a criação, podemos reconstruir.
As coisas materiais se colocam no lugar.
E o AMOR se constrõe novamente.
Desde seu princípio e dali toda uma história...
Vivendo dia-a-dia, não importa ele como seja, em plena FELICIDADE!



RETRIBUIR O MAL COM O BEM, SEMPRE!

AMEMO-NOS SIM PORQUE SOMOS TODOS IRMÃOS.

QUE TODOS TENHAM PAZ NESTA MANHÃ TÃO BELA QUE TEMOS HOJE.

UM BEIJOS QUERIDAS E UMA EXCELENTE SEMANA.

sábado, 13 de agosto de 2011

FELIZ DIA DOS PAIS

 Oi Florzinhas.
 Como vocês estão?
 Ultimamente tenho corrido bastante.
 Meninas, hoje vou fazer essa postagem em homenagem ao DIA DOS PAIS.
 Porque vou passar esse dia tão especial na casa do meu avô, sairemos de viagem e por isso vou deixar os parabéns aos papais hoje mesmo.
 A família toda reunida, com meu avô (agora bisavô da Marina), com meu pai e com meu marido...

AOS PAPAIS...
FELIZ DIA DOS PAIS.

Mãe é uma SÓ e Pai também!




Pai, aquele que ama, educa, cuida, participa do dia-a-dia... prepara a mamadeira, acorda de madrugada, e que constantemente dividi seu tempo para brincar, demonstrar seu amor, desenvolver afeto, carinho e proteção!

Ao meu avô que foi muito presente na minha infância e que é um amigão, ao meu pai (Que é um super pai), ao meu marido que é um maridão e que vivencia com Marina todas as suas expectativas e descobertas, que é presente e que é um presente, pois é cuidadoso, carinhoso, atencioso, amigo e que ela AMA demais.

E a todos os papais PARABÉNS!!! E nosso imenso carinho!